Subscribe:

21 de mai de 2011

Resenha: O guia do Mochileiro das Galáxias


O guia do Mochileiro das Galáxias

Título Original: The Hitchhiker's Guide to the Galaxy
Autor: Douglas Adams
Editora: Sextante
Páginas: 208

Sinopse: Trinta anos celebrando a genialidade cômica de Douglas Adams...
Considerado um dos maiores clássicos da literatura de ficção científica, O guia do mochileiro das galáxias vem encantando gerações de leitores ao redor do mundo com seu humor afiado.
Este é o primeiro título da famosa série escrita por Douglas Adams, que conta as aventuras espaciais do inglês Arthur Dent e de seu amigo Ford Prefect.
A dupla escapa da destruição da Terra pegando carona numa nave alienígena, graças aos conhecimentos de Prefect, um E.T. que vivia disfarçado de ator desempregado enquanto fazia pesquisa de campo para a nova edição do Guia do mochileiro das galáxias, o melhor guia de viagens interplanetário.

Resenhado por Dhey


Aviso: Esta área contém spoilers.
Eu li este livro graças à indicação insistente de uma amiga e também porque ela me disse que uma questão do livro caiu no vestibular, o que me fez pensar o livro tem que se bom ou muito importante para que esta questão tenha caído no vestibular. Outro motivo foi que um professor pediu que nós lêssemos, eu não li na época só algum tempo atrás.

Essa história é uma pura critica para a humanidade, muitas partes chegam a ser tão "absurdas" que é muito engraçado.

A história começa com a prefeitura querendo derrubar a casa de Arthur para construção de um desvio, ele tenta impedir deitando no chão em frente a casa, ele só sai de lá quando um amigo seu chega dizendo que tem algo muito importante e ele vai já que este faz o senhor responsável jurar que não vai derrubar sua casa até que ele volte o amigo que se chama Ford Prefect e diz que o planeta vai ser destruído.

Passam-se alguns minutos até que Arthur finalmente consegue digerir a idéia, voltam à casa de Arthur e desta só sobrou os destroços, de repente ouve-se um barulho insuportável e uma nave sobre voando a Terra e ela diz que:

— A Terra será destruída para a construção de um desvio.

Eu particularmente morri de rir nessa parte.

A Terra é destruída, mas eles conseguem uma carona na nave que destruiu o planeta.

Douglas também afirma na sua história que só existimos porque os ratos, é ratos queriam entender o porquê da resposta para a Vida, o Universo e Tudo Mais é 42 e a Terra é o único e mais poderoso computador que pode responde a esta questão. E nós pensando que eles eram as cobaias.

Adorei o livro e agora estou terminado de ler a continuação O Restaurante no Fim do Universo e depois o resenharei para vocês.

0 comentários:

Postar um comentário